Principais mudanças entre Universal Analytics e Google Analytics 4

A partir de 1º de julho, o Google Analytics 4 será lançado, trazendo consigo uma série de mudanças significativas em relação ao Universal Analytics. Essas mudanças têm como objetivo fornecer uma maior privacidade aos dados dos usuários e oferecer análises mais confiáveis. Vamos explorar em detalhes as principais diferenças entre as duas versões.

Mudanças do Google Analytics 4 e Universal Analytics

Antes de mais nada, o Google Analytics passou por uma evolução significativa com a introdução do Google Analytics 4, trazendo consigo importantes benefícios em termos de privacidade dos dados dos usuários e confiabilidade na geração de informações para análises.

Primordialmente, uma das mudanças mais relevantes diz respeito à preocupação do Google com a privacidade dos usuários, considerando o aumento do volume de dados pessoais coletados e a necessidade de cumprir regulamentações de proteção de dados, como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR).

Sobretudo, no Universal Analytics, a identificação de um usuário era baseada no seu endereço IP, que é um identificador exclusivo associado a cada dispositivo conectado a uma rede de computadores. No entanto, o Google Analytics 4 utiliza identificadores exclusivos para rastrear e analisar o comportamento do usuário, garantindo maior privacidade.

Além disso, essas mudanças trazem uma maior confiabilidade nos dados gerados, uma vez que a coleta, gestão e análise de dados estão focadas na jornada do usuário. A seguir, destacaremos quatro das principais diferenças que devem ser observadas ao analisar seus dados:

Privacidade e segurança dos dados:

Primeiramente, uma das principais preocupações do Google Analytics 4 é a proteção dos dados pessoais dos usuários. Com o crescente volume de informações coletadas e as regulamentações de proteção de dados, como o GDPR, o Google decidiu adotar uma abordagem mais cuidadosa em relação à privacidade. Enquanto o Universal Analytics identificava os usuários pelo seu endereço IP, o Google Analytics 4 utiliza identificadores exclusivos para rastrear e analisar o comportamento dos usuários, mantendo sua privacidade intacta.

Métricas de usuários:

A princípio, no Google Analytics 4, há uma mudança na forma como as métricas de usuários são calculadas e apresentadas. Agora, as métricas incluem: “Total de usuários”, que representa o número total de usuários únicos que registraram um evento no site ou aplicativo; “Novos usuários”, que indica a quantidade de usuários que interagiram com o site ou aplicativo pela primeira vez; e “Número de usuários ativos”, que mede o número de visitantes que tiveram uma sessão engajada, com duração de mais de 10 segundos, eventos de conversão ou pelo menos 2 visualizações de página ou exibições de tela. Essas métricas fornecem uma visão mais abrangente e precisa do envolvimento dos usuários.

Eventos:

Desde já, uma das mudanças mais significativas no Google Analytics 4 é a forma como os eventos são tratados. No Universal Analytics, as interações dos usuários eram categorizadas como “Hits” e agrupadas em diferentes tipos de interações, como acompanhamento de página, acompanhamento de evento, acompanhamento de comércio eletrônico e interação social. Já no Google Analytics 4, tudo é considerado um evento. Isso significa que cada visualização de página, clique em banner ou clique em botão é tratado como um evento. Essa abordagem simplifica a coleta e a análise dos dados, oferecendo uma visão mais unificada e consistente das interações dos usuários.

Sessões:

Principamente, no Google Analytics 4, há uma mudança na forma como as sessões são contabilizadas. No Universal Analytics, uma sessão era encerrada à meia-noite, independentemente da atividade do usuário. No entanto, no Google Analytics 4, uma sessão é encerrada após 30 minutos de inatividade. Além disso, as sessões não são reiniciadas à meia-noite, como no Universal Analytics. Essa nova abordagem oferece uma visão mais precisa do tempo de envolvimento do usuário, evitando que as sessões sejam interrompidas prematuramente.

Taxa de rejeição:

De antemão, a taxa de rejeição no Google Analytics 4 é calculada de forma diferente em comparação ao Universal Analytics. Anteriormente, uma taxa de rejeição era atribuída a uma visita que não gerava uma segunda interação. No entanto, no Google Analytics 4, uma taxa de rejeição é medida quando uma sessão tem pelo menos 10 segundos de duração sem nenhuma interação. Essa nova abordagem oferece uma visão mais precisa do engajamento real dos usuários, pois evita a atribuição injusta de rejeição a visitas rápidas ou ocasionais.

É importante destacar que o Google Analytics 4 é uma versão mais recente e aprimorada do Universal Analytics. Embora possa haver uma curva de aprendizado inicial para se familiarizar com as novas métricas e configurações, a adoção do Google Analytics 4 é recomendada para aproveitar os recursos aprimorados de privacidade, confiabilidade e análise de dados.

Posso comparar os dados do Universal Analytics com o Google Analytics 4?

Não é recomendado comparar os dados do Universal Analytics com o Google Analytics 4, pois existem diferenças significativas entre as duas versões. Embora algumas métricas possam ser semelhantes, todas elas podem e irão sofrer alterações.

Atualmente, já se perdeu o histórico de dados de medição do site, e a mudança para o Google Analytics 4 é inevitável. Portanto, é importante aprender a lidar com essa nova versão o mais cedo possível para compreender, configurar e analisar corretamente as métricas do seu site e aplicativo.

Como instalar o Google Analytics 4 e integrar com o RD Station Marketing

Para instalar o Google Analytics 4 e integrá-lo ao RD Station Marketing, é necessário seguir alguns passos essenciais que garantirão as configurações adequadas da plataforma e fornecerão insights e dados valiosos para suas estratégias digitais. Veja o passo a passo:

  1. Configuração básica da conta do Google Analytics 4: Ative sua conta e certifique-se de que ela esteja corretamente configurada e ativada.
  2. Definição de ações a serem metrificadas: Identifique as ações do seu site que deseja medir e crie essas ações por meio de eventos no Google Analytics 4.
  3. Personalização das ações: Identifique quais ações precisam ser personalizadas de acordo com as necessidades do seu negócio e crie-as no Google Analytics.
  4. Inserção dos eventos do site: Determine onde você irá inserir os eventos em seu site, seja diretamente no HTML ou por meio do Google Tag Manager.
  5. Verificação dos dados de acesso: Verifique se os dados de acesso ao seu site e aplicativo estão sendo enviados corretamente para o Google Analytics.
  6. Implementação e documentação: Implemente as configurações necessárias e documente todas as etapas realizadas.
  7. Conexão com o RD Station Marketing: Faça a conexão do Google Analytics 4 com sua conta do RD Station Marketing para aproveitar os recursos e integrar as informações de forma eficiente.

Para os usuários do RD Station Marketing, é fundamental migrar para o Google Analytics 4 e conectar sua conta ao RD o mais rápido possível, a fim de continuar aproveitando os recursos avançados e manter uma análise eficiente dos dados.

Conclusão

A evolução do Google Analytics para a versão Google Analytics 4 trouxe benefícios significativos, como maior privacidade para os dados dos usuários e uma confiabilidade aprimorada na geração de análises. Com a preocupação crescente com a proteção de dados e a necessidade de conformidade com regulamentações como o GDPR, o GA4 adota identificadores exclusivos para rastrear e analisar o comportamento dos usuários, preservando sua privacidade.

No entanto, é importante destacar que os dados do Universal Analytics não são comparáveis diretamente com o GA4, devido às diferenças entre as duas versões. Portanto, é fundamental fazer a transição para o Google Analytics 4 o mais cedo possível, para compreender, configurar e analisar corretamente as métricas de seu site e aplicativo.

Para instalar o Google Analytics 4 e integrá-lo ao RD Station Marketing, siga os passos essenciais fornecidos acima. Desse modo, essa integração permitirá aproveitar recursos avançados e obter informações valiosas para suas estratégias de marketing digital.

Para saber mais sobre como o Arkler pode ajudar na implementação e otimização do Google Analytics 4 em seu negócio, visite nosso site em http://arkler.com.br/. Nossa equipe especializada está pronta para auxiliá-lo nessa transição importante e garantir que você obtenha o máximo proveito dessa poderosa ferramenta de análise de dados.

Veja também:

Case Smart Moov 01
Case Smart Moov
Case EO Brasil 01
Conheça os resultados da parceria entre a Arkler e a EO Brasil! 
Transition Design 01
Tudo que Você Precisa Saber sobre Transition Design!
Case Hygia Bio 01
Conheça o Case Hygia Bio
Como fazer branding 01
Como Fazer Branding: Marcas que Encantam, Conectam e Convertem.
Rebranding
Rebranding Estratégico - Descubra se a sua marca precisa de Rebranding!